Logo Cinecena Capixaba

///////////////////////

25.04.2021

Abertura de Inscrições

CINECENA CAPIXABA

Cursos e Oficinas de Artes Cênicas e Audiovisual

De Maio a Julho

Bolsas de R$500 para participação nos cursos de 100 horas e de R$200 para participação nas oficinas de 30 horas

25.04.2021, às 19h

Festa de Lançamento!

com Willian Rodrigues, Thiago Araújo e

Margareth Galvão

///////////////////////

Fichas de inscrições disponibilizadas no dia 25, a partir de 12h.

Marcas Lei Aldir Blanc

O que é o Zona Rural

Zona Rural é uma experiência múltipla e transdisciplinar . É uma experiência de fortalecimento e de integração entre agrupamentos e artistas, é uma experiência pedagógica, de estímulo ao conhecimento, é uma experiência estética, de estímulo à diversidade de expressões e visões de mundo.

Cada edição nos inspiramos em inquietações e esse ano como já estamos afetados pela pandemia , não podemos deixar de colocar esta questão, do isolamento social, mas não podemos deixar de vislumbrar o apagamento e cancelamento cultural em curso, no qual indígenas e quilombolas são massacrados nas vilas rurais , assim como operários e trabalhadores perdem sua seguridade, como também não podemos deixar de refletir sobre o que podemos fazer, em nossa rua, em nosso bairro, para resistir em nome de uma sociedade mais justa, igualitária, sem preconceito ou ódio de qualquer tipo seja de gênero, etnico, econômico.

Programação

:: 22 Março :: Segunda Feira ::

 

Queremos conversar sobre coisas que nos tem acompanhado todos esses anos de trajetória de trabalho, coisas que relacionam nossa vontade de trocar conhecimento e experiências e de de construir novos laços, de compartilhar com mais pessoas estas pesquisas e formas de expressão, de refletir sobre sentidos políticos e filosóficos da nossa participação como sujeitos no mundo.

Palhaços: Patifes ou Heróis

20:00 | APRESENTAÇÃO VIRTUAL

Dois palhaços se vêem às voltas com a crise política de seu país. Mas o que palhaços podem fazer por um país? Na luta pela alegria, patifes podem ser heróis.

Ficha Técnica:
Direção, Dramaturgia e Palhaços: Willian Rodrigues, Abou Mourad e Thiago Araujo
Músicos: Cassiano Jesus e Julio Mello

Arte e Cultura Capixaba - “Entre a rua e a comunidade”

18:30 | RODA DE CONVERSA || ABERTURA OFICIAL DO 5°ZONA RURAL ENCONTRO DE PALHAÇARIA E TEATRO DE RUA

A Cia Circo Teatro Capixaba prestes a completar 20 anos de existência convida  amigues e companheires de jornada a refletirem sobre as práticas afirmativas do teatro de rua capixaba ao longo de sua atuação e resistência, traçando pontes entre festivais, praças, ruas  e comunidades, em busca neste momento de um teatro  pandêmico .

Convidados: membros dos grupos participantes do festival e amigues da companhia.

:: 23 Março :: Terça Feira ::

 

Nossas rodas de conversa serão focadas nas experiências dos convidados e da realidade de fazedores de teatro.

 

 

Nuvem D'água - Grupo Vira Lata de Teatro

20:00 | ESPETÁCULO VIRTUAL

SINOPSE Nuvem d’água nasce dos integrantes do grupo Vira Lata que, através de um trabalho colaborativo, dão vida e forma ao seu primeiro texto autoral. O espetáculo é um mergulho no universo infantil e nas diversas potencialidades que ele pode nos proporcionar, levando ao público um texto com leveza, transparência e acessibilidade, assim como a alma de uma criança. Uma conexão de sentimentos de todos os envolvidos, repleto de lembranças e vivências que, mesmo vividas em época e lugares diferentes, tinham algo em comum: as brincadeiras e travessuras que fizeram parte de nossa infância. Com canções compostas em parceria com o músico Samir Lima e direção geral de Cleverson Guerrera, Nuvem d’água é um espetáculo musical para toda família em homenagem a criança que existe em você.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia: Grupo Vira Lata de teatro

Poemas: Danieli Borgoni

Direção Geral: Cleverson Guerrera

Assistente de Direção: Jaqueline Loureiro

Direção Musical: Samir Lima

Preparação Vocal e Supervisão Musical: Vanessa Schaydegger

Composição Musical: Samir Lima e Grupo Vira Lata de teatro

Trilhas das Músicas: “Blá Banho”, “Aventuras e Mistérios” e “Sábios da Goiaba” by Maicon Gomes

Sonoplastia: Bresiana Saldanha e Julia Uliana

Operação de Som: Bresiana Saldanha

Coreografia: Cleverson Guerrera

Elenco: Danieli Borgoni Julio Padilha Natan Dias Sabrina Rocon Thelma Lopes

Cenografia: Natan Dias Customização do Cenário: Grupo Vira Lata de Teatro

Concepção de Luz: Cleverson Guerrera

Operação de Luz: Cleverson Guerrera e Jaqueline Loureiro

Concepção de Figurino: Cleverson Guerrera

Croqui de Figurino: Fabrício Mota

Adereços: Grupo Vira Lata de Teatro

Criação e confecção das máscaras: Ateliê das Máscaras – by Telma Amaral e Sara Lyra.

Fantoches: Rodrigo Campanelli

Foto de Divulgação: Julia Uliana

Ilustração: Caio Daumas

Designer Gráfico: Bresiana Saldanha

Logomarca do espetáculo: Rodolfo Birchler

Staff: Andressa Felício

Equipe de Filmagem: Julia Uliana

Produção Executiva: Sabrina Rocon

Produção Geral: Bresiana Saldanha, Jaqueline Loureira e Sabrina Rocon

Realização: Grupo Vira Lata de Teatro

 

O Mito Guarani no conto “ Sol e Lua” e Cultura Guarani na Atualidade.

16:30 | RODA DE CONVERSA

Nossos parentes, herdeiros vivos dos legados de nossos ancestrais originários oferecem um panorama da atual situação da sua aldeia e como tem mantido os hábitos culturais na contemporaneidade, partindo da narrativa contemporânea dos mitos de origem.

Convidados: Aldeia Guarani Ka’aguy Porã, em Aracruz/ES, Cacique Marcelo Guarani e Mayno Guarani. (on line)

Criação e Produção Teatral na Pandemia

18:00 | OFICINA ONLINE | Vagas gratuitas

Observação sobre as soluções e experiências de sobrevivência dos artistas durante a pandemia, perspectivas e possibilidades.

Convidado: Thiago Araújo, Palhaço e Antropólogo e Willian Rodrigues Palhaço

:: 24 Março :: Quarta Feira ::

 

Se aproxima o grande dia em que a arte e a ciência vão iluminar as vossas mentes. Não nos percamos em ilusões, tenhamos calma, mas sobretudo assumamos a resistência contra o velho regime, a república rota, os herdeiros da aristocracia e da coroa. Tudo isso é tão bizarro quanto real nesta terra dos papagaios.

 

"Dose Dupla" - Grupo Lacarta Circo Teatro

21:00 | ESPETÁCULO VIRTUAL

Cansados da vida no circo, Cachoeira e Amora resolvem chegar de mala e cuia na praça da cidade. Ávidos em fazer novas amizades, mostram o que tem de melhor: a arte de fazer sorrir. O espetáculo conta a história de um casal de palhaços que vive a procura de praças para apresentar seus melhores números! Ao se apresentarem, Amora e Cachoeira se desafiam e discutem os poderes e desigualdades sofridas pela mulher em pleno século XXI.


Ficha Técnica:
Elenco: Amora Gasparini e Carlitos Cachoeira
Direção: Cesar Huapaya
Figurino: Regina Schimitt
Design Gráfico e Ilustrações: Carva Studio
Criação e Produção: La Carta Circo Teatro

 

Oficina de Palhaçada Instantânea

18:30 | OFICINA ONLINE | Vagas gratuitas

Sinopse: Jogos teatrais baseado nas técnicas e efeitos cômicos, como triangulação visual, hipérbole, comparação, inversão e associação.

Convidados: Thiago Araújo e Willian Rodrigues

Inscreva-se na hora da atividade no link para receber certificado.

Roda de conversa sobre Palhaçada

21:00 | RODA DE CONVERSA

Um debate bem humorado com convidados sobre temas sérios para o ofício da Palhaçaria, como princípios éticos, ocupação de espaços públicos, palhaçaria feminina, conjuntura nacional das políticas públicas para palhaçaria.

Convidados: Carlitos e Amora (La Carta Circo Teatro), Willian Rodrigues e Thiago Araújo (Circo Teatro Capixaba)

:: 25 Março :: Quinta Feira ::

 

Mas não seremos apagados, nossas memórias e conhecimento profundo resistem e nós fazemos o que sabemos fazer de melhor, transmutar sofrimento, solidão e tristeza em afeto, pilhéria e liberdade!

 

“América 2” - Árvore Casa das Artes

21:00 | ESPETÁCULO VIRTUAL

As palhaças Xexa e Miss Jujuba (Brasil e Venezuela) se encontram no picadeiro para realizar um grande espetáculo musical. Entre a preparação, montagem do cenário e aquecimento para o grande show, várias peripécias vão se sucedendo. O espetáculo, mais que um encontro de duas mulheres e palhaças é uma celebração a nossa rica cultura latino-americana em um momento político que desumaniza, gera o discurso de ódio e cria distâncias, o riso vem ser o elo que nos humaniza e que nos lembra que somos Hermanas.


Ficha Técnica:
Elenco e equipe de criação: Julieta Hernández, Vanessa Darmani
Direção e dramaturgia: (coletiva) Julieta Hernández e Vanessa Darmani
Cenografia: Árvore Casa das Artes
Figurino: Vanessa Darmani e Julieta Hernández
Trilha Musical: Julieta Hernández
Projeto Gráfico/ Técnico de som: Wyller Villaças
Produção: Árvore Casa das Artes

 

Atos e Performances Públicas

14:00 | OFICINA ONLINE | Vagas gratuitas

O cotidiano urbano se dá pela ocupação humana do espaço público. Cada corpo que se estabelece no espaço público possui para além da materialidade um lastro simbólico, que revela denúncia ou vela e esconde intenções. Qual o lugar das intenções reveladas e ocultas no cenário urbano? Um corpo habita o mundo. Qual sua revelação e ocultamento?

Convidados: Willian Rodrigues e Thiago Araújo

Arte de Rua e Comportamento

20:00 | RODA DE CONVERSA

Provocações sobre como a arte popular é apropriada pela cultura de massa e estimula o apagamento cultural.

Convidado: Grupo Vira Lata de Teatro

:: 26 Março :: Sexta Feira ::

 

A arte não precisa atender uma cultura que estimula as pessoas a se matarem ou serem indiferentes entre si.

 

 

"A estória do homem que vendeu sua alma ao diabo e quase perdeu seu amor" - Gota Pó e Poeira

16:00 | ESPETÁCULO VIRTUAL

Severo, pobre e apaixonado pela a donzela Felícia, filha do rico, interesseiro e preconceituoso Coronel, tenta pedir a mão de sua ‘’Bonequinha de Milho’’ em casamento, mas é recebido à bala, porque o Coronel prefere a filha freira a ser casada com um “Zé Ninguém” (apelido dado pelo Coronel a Severo). Desesperado, depois de rogar para todos os santos, eis que aparece em sua frente o diabo disposto a dar-lhe o que desejar em troca de sua alma. Mas como será pagar uma dívida ao diabo? Será que essa dívida terá fim? Qual será o destino de Severo, rapaz bom de Quero-Quero e que não gosta de ler-lero?


Ficha Técnica:
Elenco:

Carlos Ola – Severo
Edmar da Silva – Pomba Gira
Jacimar Henrique – Diabo
João Batista de Moraes – Severo
Matheus Soares – São Miguel/Músico
Neuza de Souza – Tocadora/Amiga
Rafaela Carvalho – Felícia
Autor: Romualdo Freitas
Direção:: Carlos Ola

Cenografia e Figurinos: João Batista de Moraes
Maquiagem: Carlos Ola
Fotografias: Eder Gaiosky

Desafios de uma Companhia de Teatro no século 21

18:30 | RODA DE CONVERSA

Representantes dos grupos convidados debatem desafios e dilemas da atual conjuntura nacional e capixaba do teatro de grupo e presencial.

Grupo convidado: Grupo Gota Pó e Poeira e Árvore Casa das Artes.

:: 27 Março :: Sábado ::

 

Podemos acreditar nos ciclos da natureza sem temer, colher inspirações e conhecimento nas plantas e exercer o refinamento de nossas almas que a própria cultura originária nos legou. Louvamos a graça dos que partiram, da qual adviemos e afirmamos nossa cultura teatral, brincante, musical, ecológica, em nome da arte e da liberdade!! Porque essa Zona é da gente, essa é a Zona Rural!!!

 

"A Palhaça mais Famosa do Brasil" - Núcleo Xipoca de Palhaçaria

16:00 | ESPETÁCULO VIRTUAL

A turma do Xipoca chega na feira com muita fome de amor e de comida. Se reúnem para bolar um plano para conseguir afetos e uns trocados, para comer as delícias que tem na feira. Tem sempre um bebum, um cachorro e um fiscal para atrapalhar, mas Xipoca, Sonso, Xicoria, Taioba e Zabelê acabam conquistando os feirantes e o público com suas patifarias e palhaçadas atrapalhando assim o trabalho do fiscal que acaba entrando na brincadeira .


Ficha Técnica:
Elenco: Flávio Gomes Freire de Azevedo (Palhaço Xipoca), Ariane Silva (Palhaça Taioba), Henrique Gomes (Palhaço Xicoria), Marcelo Satyan ( Palhaço Sonso), Leonardo Freitas e Daviny Alessandra (Malabaristas)
Som: Alexandre Crepaldi
Direção Geral: Flávio Gomes

:: 28 Março :: Domingo ::

 

 

 

Circo Teatro entre Serra e Mar: Repertório 20 anos Circo Teatro Capixaba

20h – dia 28/3 | SHOW MUSICAL

Canções compostas ao longo dos projetos do grupo Circo Teatro Capixaba, canções cômicas, temáticas, convocatórias, interativas.

Ficha Técnica:

Arranjo e Vozes: Aline Maria, Flávio Gomes e Guilherme Caldas

 

A Companhia

“Nós somos artistas
de rua, de praça
de qualquer lugar
de todo lugar!!!”

(Junio Santos)

 

O Circo Teatro Capixaba é uma trupe de variedades formada por artistas parceiros, que desenvolve trabalhos de estudo, pensamento, criação, experimentação, difusão, fruição e apresentação, usando a linguagem do palhaço, circo e teatro de rua, sempre levando a arte para locais públicos e abertos. Promove e participa de intercâmbios, escambos, realiza intervenções e outras invenções, além de se dedicarem à organização, planejamento e produção de todas as atividades e projetos realizados. Completando 20 anos de existência, mantém viva a tradição dos grupos de saltimbancos e valoriza a arte como forma de vida.

Memória afetiva

Exposição fotográfica da Cia

Estas fotos foram reunidas pois retratam as escolhas estéticas e ideológicas feitas pela Companhia Circo Teatro Capixaba ao longo de sua trajetória de projetos e investigações artísticas . As imagens foram escolhidas inspiradas na ideia de interação entre as pessoas, artistas, público, colaboradores, fazendo arte, sensibilizando. O ato de formação de público para artes no brasil é um desafio que artistas e grupos enfrentam no dia a dia. Cada gota de suor, cada riso, cada lágrima são a marca de quem acredita na arte como veículo de transformação e transcendência. Quem vê os artistas em ação não imagina o quanto dedicaram( será tudo ensaiado? será tudo improvisado?), o quanto sacrificaram para fazerem valer o seu desejo de contribuir com uma vida melhor para as pessoas.

Contate-Nos

9 + 2 =

X